Buscar
  • Gatinho Zen

RECEITAS DE COMIDA CASEIRA E NATURAL PARA OS GATOS



É muito comum darmos para os nossos gatos rações e alimentos industrializados, porém mesmo a ração sendo da melhor qualidade ainda não é a opção mais saudável e natural.

Se você puder, substitua a ração por uma alimentação natural. Caso não seja possível fazer isso todos os dias, tente pelo menos uma ou duas vezes por semana incluir uma alimentação natural para o seu bichano.


Sendo um felino e grande caçador, assim como seus parentes selvagens, o gato doméstico ainda conserva-se um animal essencialmente carnívoro.

Por isso, a base da alimentação do gato deve ser proteína animal de boa qualidade.

Os gatos também devem consumir vísceras e uma pequena quantidade de vegetais.


Os carboidratos e os grãos não devem fazer parte da dieta do gato, que não está fisiologicamente adaptado para digerir estes alimentos.


Dieta Básica para um Gato Saudável

Antes de dar comida caseira para o seu gato, certifique-se que ele está saudável, pois gatos com doenças renais, cardíacas, hepáticas, pancreáticas ou outras doenças crônicas precisam de alimentação específica, com restrição ou adição de alguns nutrientes.


Uma dieta básica para um gato saudável pode ser composta pela combinação dos seguintes itens:

Carnes: carne de vaca, porco, frango, codorna, coelho, carneiro, peixe e até carne de rã;

Ovos: fornecem proteína de alta digestibilidade, minerais e vitaminas. Utilize também a casca, seca e moída, como fonte de cálcio; (Ovo sempre cozido)

Coração: bovino, suíno ou de frango, é parte essencial na dieta do gato;

Vísceras: fígado, rins, pulmão (bofe), baço;

Vegetais: agrião, alface, abóbora, batata doce, beterraba, berinjela, cenoura, chuchu, espinafre, quiabo, pepino, rúcula, vagem.


Proporções Entre os Alimentos

Os grupos alimentares descritos acima devem ser divididos segundo a seguinte proporção. Para 1kg de alimento preparado, utilize:

650g de carne

100g de vísceras

100g de coração

150g de vegetais

1 colher de chá de farinha de casca de ovos

Complemento de Taurina: muito importante para a saúde do gato, a taurina deve ser suplementada todos os dias, 250mg por dia. Trata-se de um aminoácido importante para a formação e manutenção da visão, coração e sistema nervoso central do animal.

Outros suplementos:


Óleo de peixe: duas a três vezes na semana, como fonte de ácidos graxos.

Comprimidos de complexo B, 50mg por dia.


Quanto Servir de Alimento por Dia

Um gato médio (4kg) deve consumir em torno de 200g de alimento por dia.


Os gatos preferem se alimentar com quantidades menores algumas vezes por dia.

Por isso, divida a quantidade de alimento diário em 3 ou 4 refeições. Ou seja, se oferecer 4 refeições ao gato, serão 50g de cada vez.


Como Preparar o Alimento do seu Gato

Cozinhe os alimentos em pouca água e sem temperos e sem sal.


As carnes e vísceras devem ser pouco cozidas, pois o sistema digestivo carnívoro do gato as utiliza melhor se estiverem mal passadas.


Os vegetais, ao contrário, devem ser bem cozidos, ou não serão bem aproveitados pelo gato.


Quando for servir, é importante triturar e misturar bem todos os alimentos, pois se tiver possibilidade, provavelmente o gato irá escolher comer apenas as carnes!


O alimento preparado pode ser separado em pequenas porções e mantido no congelador por alguns dias. Assim podemos cozinhar uma quantidade maior de alimento por vez e poupamos tempo no dia-a-dia.


Ovos: podem entrar na alimentação em substituição de parte da carne, uma a duas vezes por semana. Um ovo equivale a 50g de carne.

Azeite ou óleo de coco: um fio de óleo vegetal é benéfico para a saúde do gato, principalmente para a pele e pelagem.

Iogurte: os gatos adoram laticínios, mas o leite de vaca não é indicado pois frequentemente causa diarreias, entre outros problemas. O iogurte, ao contrário, pode ser oferecido ao gato diariamente, atuando inclusive como probiótico natural. Evite os iogurtes com aromas e açúcar.


Alimentos Proibidos aos Gatos

Alguns alimentos comuns na alimentação humana – e até saudáveis para nós! – podem ser extremamente prejudiciais ou tóxicos para os gatos.


Nunca dê alho e cebola para o seu gato, por menor que seja a quantidade: provoca intoxicação e anemia grave.

Nunca dê chocolate nem leite achocolatado. Causa intoxicação hepática.

Não dê óleo de milho, soja ou girassol para o gato, nem adicione este tipo de óleos no preparo da sua alimentação.

Não dê alimentação de cães para os gatos. Gatos não são cães pequenos! Por mais que eles possam gostar do sabor, as necessidades nutricionais dos cães e gatos são diferentes.

Não dê restos de alimentos “de gente” para o seu gato.



Receitas de comida caseira para gatos

As receitas de alimentos para gatos são muito simples e rápidas. Você pode fazer enquanto prepara a sua própria refeição. Para tanto, misture alguns ingredientes e cozinhe bem. Você pode juntar meio quilo de abóbora e a mesma quantidade de carne moída e beterraba com duas xícaras de arroz integral. A carne moída pode ser substituída por atuns ou sardinhas desfiadas e sem espinhos ou frango e a cenoura pode ficar no lugar da beterraba.

Aipo, abobrinhas e brócolis também podem integrar as receitas. Já a aveia é aliada na hora de alimentar os filhotes.

Abaixo seguem algumas receitas:


Opção 1

Meio quilo de abóbora,

Meio quilo de carne moída (pode ser também peixe desfiado ou frango desfiado),

Meio quilo de cenoura ou beterraba sem casca,

Um molho de espinafre batido no liquidificador,

Duas xícaras de arroz integral,


Preparo:

Misture todos os ingredientes numa panela e cozinhe bem até a abóbora ficar bem mole. Esta mistura caseira não pode ser congelada. Essa receita aguenta, em média, três dias na geladeira, depois desse período, ela deve ser jogada fora.


Opção 2

Peito de frango,

Couve,

Cenoura e chuchu, cozidos e sem casca,

Se desejar, coloque um pouco de arroz,

Preparo:

Passar tudo no liquidificador até formar uma papinha. Esta mistura também deve ser consumida dentro de três dias, conservada na geladeira. Essa receita serve também para recuperar gatos doentes e debilitados.


Opção 3

Uma lata de sardinha

Meia unidade ou um quarto de abóbora, se ela for grande

1 colher de sopa de aveia

Um copo de água


Preparo:

Cozinhar a aveia na água.

Ferver a abóbora descascada em água.

Fazer um purê de abóbora.

Misturam-se todos os ingredientes. Eles podem ser processados em um liquidificador, embora isso não seja necessário, e a mistura deve ser conservada na geladeira.


Opção 4

Uma xícara de carne moída

Uma xícara de espinafre

1/2 xícara de arroz


Preparo:

A carne moída pode ser crua. Ela também pode ser refogada rapidamente numa frigideira ou fervida por poucos minutos.

Ferver o espinafre rapidamente para que não perca suas propriedades.

Cozinhar o arroz sem tempero.

Misturar todos os ingredientes e em seguida processá-los em um liquidificador.

Por último, guardar na geladeira.


Opção 5

Os gatos amam frango e, além disso, ele tem proteínas de que o felino precisa. Além disso, as cenouras são vegetais que também ajudam a variar a dieta do gato, tornando-a equilibrada.


Frango

Cenouras

Levedura de cerveja


Preparo:

Ferver o frango até que esteja bem cozido. O frango cru pode causar várias doenças. Por isso, você não pode pular essa etapa.

As cenouras podem ser fervidas para fazer um purê ou também assadas no forno para que tenham um sabor melhor.

Misturar todos os ingredientes com a levedura de cerveja.

Guardar a mistura na geladeira.


Opção 6

O cheiro do atum enlouquece os gatos, motivo pelo qual muitos alimentos enlatados levam seu sabor. No entanto, grande parte desses alimentos, na verdade, não contêm atum. A receita a seguir é uma refeição que os gatos acham deliciosa.


400 g de atum

1/2 xícara de fígado

1/2 xícara de arroz cozido

2 colheres de farinha de peixe

Preparo:

Ferver o fígado.

Bater o fígado no processador, até obter um purê.

Cozinhar o arroz sem tempero.

Escorrer o caldo do atum.

Misturar bem todos os ingredientes no liquidificador.

Fazer pequenas bolinhas e guardar na geladeira.


Além dos alimentos caseiros que podemos oferecer para gatos, devemos levar em consideração alguns outros fatores. Gatos com mais de doze anos precisam de uma alimentação mais mole, que lhes seja mais atraente, pois a capacidade digestiva dos gatos com essa idade é menor, além de possivelmente terem certa perda de olfato e paladar. Sua alimentação deve ter boas doses de vitaminas C e E, além de ter proteínas de qualidade e menos fósforo.


Gatos precisam ingerir boas doses de proteína e aminoácidos como arginina e taurina na sua dieta para obter um sistema imunológico forte e garantir uma boa saúde de modo geral. Dar óleo mineral de quinze em quinze dias também é uma boa dica caseira para gatos. Isso ajuda o gato a eliminar com mais facilidade as fezes e bolas de pelo que se acumulam no intestino, além de deixar seus pelos mais macios, brilhantes e sedosos.

0 visualização

© Gatinho Zen
Projeto social gatos de rua - Arraial D´ajuda 2018
Dominios BR - Marketing Digital